CINTO DE SEGRURANÇA NO BANCO DE TRÁS É FUNDAMENTAL

 
O uso do cinto de segurança no banco dianteiro já está incorporado ao cotidiano dos motoristas, mas o mesmo não se verifica no banco traseiro. Além de obrigatório, o uso do cinto por quem está no banco de trás é fundamental para proteger também quem está no banco da frente.   

Não adianta só quem está na frente usar porque numa batida, mesmo que a velocidade seja baixa, quem está sentado no banco de trás é lançado para frente com um peso muitas vezes maior. Um adulto de 60 quilos numa batida a 50 quilômetros por hora é arremessado para frente com peso equivalente a mais de uma tonelada, o que aumenta o risco de ferimentos para o próprio passageiro e para quem está no banco da frente.


O cinto de segurança reduz o risco de mortes e lesões graves em acidentes porque impede o choque contra o volante, painel, pára-brisas, o choque entre os passageiros. Impede também que a pessoa seja arremessada para fora do veículo, no caso de capotamento.






O uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes do veículo em qualquer tipo de via e a responsabilidade de zelar pelo cumprimento da norma é do motorista, que fica sujeito a multa e mais cinco pontos na carteira de habilitação.                                                                                           

Se o passageiro que não estiver usando o cinto de segurança for criança, a infração passa a ser gravíssima, punida com sete pontos na carteira.