Como crescer na empresa: práticas de um bom funcionário

Você sabe que não é fácil conseguir um emprego, não é mesmo? Certamente, se você está empregado, preza pelo seu trabalho e se preocupa com suas atitudes na empresa. Mas muitas pessoas não sabem o que fazer quando conseguem um emprego e acabam colocando sua carreira em risco por não terem postura no ambiente de trabalho. Acredite. Saiba como crescer na empresa e tornar um bom funcionário e saiba que tipo de comportamento não pode ser adotado.
 

Proatividade no trabalho

As empresas precisam de funcionários que se dediquem ao trabalho, que se envolvam por completo nos processos e forneçam boas sugestões para melhorar os processos. Não há espaço para acomodação!

Flexibilidade no trabalho

Hoje, o profissional não pode ser “cabeça dura” e querer fazer as coisas apenas do jeito que está acostumado. É preciso se adaptar às mudanças, recebê-las de prontidão e se adaptar quando novas situações surgem. É preciso ter flexibilidade no trabalho para conseguir acompanhar o ritmo da empresa e lidar com situações que podem ser estressantes para todas as partes. Isso significa ouvir críticas, estar aberto ao diálogo e estar disposto a melhorar, bem como se desapegar de alguma ideia que não deu certo. Agir com teimosia na empresa não é bem visto, principalmente quando se trata de trabalho em equipe.

Ética no trabalho

Não só no ambiente profissional, mas em qualquer lugar, uma pessoa desonesta não é bem-vinda. O funcionário que só se importa com o próprio bem e atrapalha o trabalho dos outros para crescer dentro da empresa não é bem visto, podendo ser demitido. Para crescer na empresa, o que se espera é um trabalhador responsável, em quem todos na empresa podem confiar.

Trabalho em equipe

Uma das coisas mais importantes, para qualquer área, é saber trabalhar em equipe, dividir conhecimentos e respeitar o outro. Isso porque é muito raro que um trabalho seja feito por apenas uma pessoa e o time precisa estar em sintonia para que tudo seja feito em menos tempo e com qualidade.
Você pode até ser tímido, mas não conversar nem participar de alguns eventos pode ser prejudicial para sua carreira. Procure passar algum tempo com os colegas de trabalho, demostrando interesse pelo que acontece ao seu redor.
Se alguém solicitar ajuda em uma tarefa que não é a sua, não é recomendado agir e dizer coisas do tipo “não é problema meu” ou “não sou pago para isso”. É importante mostra proatividade no trabalho e tentar pelo menos ajudar em situações em que uma intervenção seja necessária.
 

Criatividade no trabalho

O profissional desleixado, que não pensa formas diferentes de fazer seu trabalho, nunca apresenta sugestões de melhoria. E, se não contribui, não tem espaço para crescer na empresa. O trabalhador precisa estar envolvido com sua função e apresentar formas criativas de executar sua função melhor.

Humildade no trabalho

É natural que alguma vez você cometa alguma falha. E, nessa situação, a atitude que se espera do funcionário é que demonstre humildade no trabalho para reconhecer o erro e aprender a fazer melhor. Se você for orgulhoso, provavelmente o erro será repetido mais vezes.

Ser claro ao falar com as pessoas

Mesmo que o profissional seja brilhante em sua função, se ele não souber se expressar, nunca conseguirá apresentar os resultados de seu trabalho. Além disso, poderá gerar confusão nos processos de trabalho se não souber transmitir as informações perfeitamente. Não tenha medo de expor sua opinião se ela for acrescentar coisas positivas ao seu trabalho e dos demais colegas.

Faltas e atrasos no trabalho

Se o funcionário falta ou se atrasa no trabalho com frequência, é uma pessoa com que a empresa nunca poderá contar e ele jamais conseguirá crescer na empresa. Dessa forma, você dá motivos para que profissionais pontuais sejam chamados em seu lugar.
É claro que quando uma pessoa está doente e possui atestado, a falta é justificada. Só não deixe de avisar quando isso acontecer e nem torne essa atitude recorrente. Esse comportamento pode levar o chefe a demitir o funcionário por justa causa. Somente falte em casos de extrema necessidade. Não coloque o emprego em risco, levando ainda a fama de descompromissado. Se possível, avise previamente na empresa que você faltará e tente repor as horas não trabalhadas.

Cumpra com suas obrigações de trabalho

Se você está trabalhando, está prestando um serviço, certo? Então, deve cumprir com as suas obrigações e fazê-las da melhor maneira possível.
Funcionários que deixam o tempo passar até terminar o horário do expediente e atrapalham o serviço alheio não são bem vistos pela empresa e podem ser demitidos.

Trate colegas e superiores de maneira educada

Este aspecto faz toda a diferença. Não saber se relacionar com outras pessoas, por mais diferentes que elas sejam de você, torna o ambiente de trabalho muito desagradável. Por isso, tratar os outros com educação, cordialidade, gentileza e respeito é fundamental.
Não é nada elegante e nem um pouco profissional “lavar roupa suja” no local de trabalho. Se existe alguma tensão ou problemas que precisam ser resolvidos com algum colega, o ideal é fazer isso fora do expediente e longe do emprego, administrando bem a situação.
Reclamar da vida, do chefe, do emprego e das tarefas não são atitudes positivas no local de trabalho. Tenha cuidado com as pessoas com quem você compartilha as suas opiniões e reclamações. Não dá para saber a proporção que seus comentários podem tomar. E se chegarem ao seu chefe a situação pode ficar muito complicada.
Para não colocar a sua carreira em risco, o ideal é não se expor demais. É preciso dosar as atitudes e ser um profissional prestativo e discreto. É preciso jogo de cintura e controle emocional para manter o emprego.
Evitando estes erros, você estará não só garantindo seu emprego, como também chamando a atenção de outras pessoas para seu modo de trabalho. Assim você pode crescer na empresa e, quem sabe, até ganhar um aumento de salário!